17/06/2024 12:08

Rematrícula para 2024 deve ser feita até hoje por todos os 3,5 milhões de alunos de SP

Novas matrículas, para quem não faz parte da rede estadual de ensino, também se devem ser feitas até esta quinta-feira (21)

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) recebe até hoje (21) a rematrícula para o ano letivo de 2024 para alunos dos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos. Atualmente, há 3,5 milhões de alunos entre 6 anos e 90 anos de idade, nas mais de 5.300 escolas estaduais.

As novas matrículas, para aqueles que não estão, mas devem fazer parte da rede no ano que vem, também devem ser feitas até esta quinta. No caso dos alunos ingressantes na rede, o responsável legal ou um indivíduo maior de 18 anos pode realizar a inscrição presencialmente em qualquer escola estadual ou no balcão de atendimento do Poupatempo. É necessário apresentar o RG, histórico escolar e comprovante de residência.

Na rede estadual paulista, os alunos de 6 anos de idade estão matriculados nas escolas que ofertam os anos iniciais do Ensino Fundamental. Há ainda um estudante de de 90 anos — matriculado em uma escola do interior do estado — e alunos com mais de 85 anos, matriculados inclusive na capital, em escolas como o Centro Estadual de Educação de Jovens e Adultos (CEEJA) Dona Clara Mantelli, que oferece carga de horário flexível.

Aqueles que optarem pelo método virtual de inscrição devem acessar a plataforma Secretaria Escolar Digital (SED) disponível em: sed.educacao.sp.gov.br.

Em 11 de dezembro, a Educação divulga o resultado das matrículas, que poderá ser consultado no portal da SED e na secretaria de cada escola. Alunos já matriculados nas escolas estaduais devem ter sua rematrícula registrada diretamente na Secretaria Escolar Digital, seja através do perfil do responsável ou do estudante maior de 18 anos.

A orientação vale para alunos de todos os níveis de ensino. Para isso, basta acessar a seção Gestão Escolar > Matrícula > Rematrícula. Em caso de dúvidas, a família ou o estudante pode buscar suporte presencialmente na escola de origem.

 

Fonte GOVSP

Veja também