09/06/2024 06:44

Veículo bem rodado: oportunidade para quem sabe selecionar

Detalhes podem revelar bons negócios com seminovos de alta quilometragem

O mercado de veículos seminovos está aquecido no Brasil e os números comprovam. Depois de o segmento terminar 2023 crescendo 4,5% nos 12 meses, dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) apontam que a alta segue em 2024. Comparativo entre janeiro do ano passado com o mesmo período deste ano mostra aumento de 13,97% na venda de automóveis (767.776 unidades comercializadas no primeiro mês de 2024, contra 673.674 em 2023 – diferença de quase 95 mil veículos).

Existe um grande motivo para que um interessado busque um seminovo em vez de um 0km: o preço. Ainda mais quando as marcas optam por fabricar apenas carros mais completos e consequentemente mais caros, o consumidor acaba preferindo muitas vezes gastar o mesmo valor para ter um modelo com todos os opcionais. E há ainda um outro fator que interfere no preço, a quilometragem alta.

Aqui devem ser considerados alguns pontos fundamentais para fazer um bom negócio – e o Auto Shopping Internacional Guarulhos tem centenas de oportunidades em 25 lojas distribuídas por mais de 11 mil metros quadrados de área, contando profissionais gabaritados para tirar as dúvidas.

Um carro que roda mais na estrada do que na cidade, por exemplo, tem mais quilometragem no odômetro, mas justamente por atingir condições mais favoráveis ao funcionamento do motor e outras peças, tem uma depreciação menor. O ‘anda e para’ dos centros urbanos abrevia a vida útil de alguns componentes, enquanto o deslocamento em uma rodovia com bom pavimento permite um melhor desempenho do veículo.

Consequentemente, questionar o lojista ou proprietário sobre o histórico e condições de uso do automóvel é fundamental. É possível que o comprador encontre no manual do proprietário uma ajuda nesta consulta ao passado do carro com relação às revisões sob garantia, feitas ou não em serviços autorizados da marca.

Ao mesmo tempo, é necessário ficar atento a golpes. Apesar da tecnologia cada vez mais avançada presente aos veículos, ainda há criminosos que praticam golpes para alterar a quilometragem. Por isso, é necessário ficar atento a detalhes, como estado de conservação de componentes do carro ou até mesmo, se possível, submeter o automóvel a um scanner para análise mais minuciosa.

“Quanto mais informações a pessoa tiver do veículo, melhor. O histórico é fundamental na hora de tomar a decisão final. E buscamos contar no nosso estoque com automóveis de procedência, que passam por avaliação de competentes profissionais das lojas presentes em nosso espaço, além de serem submetidos a revisão, o que minimiza fraudes e surpresas desagradáveis. É dessa forma que situações como alta quilometragem já não são determinantes para afastar um comprador”, aponta Leonardo Furtado, superintendente do Auto Shopping Internacional Guarulhos.

 

Veja também