12/06/2024 04:16

A hipócrita política inclusiva do governo Lula

No governo atual, pretos e pardos somam 37,9% dos 37,6 mil escolhidos para cargos comissionados. No governo Jair Bolsonaro, esse percentual era de 37,3%

Apesar de ter cantarolado aos quatro ventos que faria uma espécie de revolução na distribuição de cargos para homens e mulheres negras durante a campanha, o governo Lula tem falhado miseravelmente nessa missão.

Ao menos é o que constata o jornal O Globo, em reportagem publicada nesta terça-feira, 14. Segundo o jornal, pretos e pardos somam 37,9% dos 37,6 mil escolhidos para cargos comissionados.

No final do governo Jair Bolsonaro, os pretos e pardos eram 37,3%. Em setembro de 2019, esse percentual atingiu 34,5%.

“A principal medida anunciada até o momento para ampliar a presença de pretos e pardos nesses assentos é uma meta de preenchimento de ao menos 30% das nomeações com essa população, índice menor que os dados globais já registrados hoje”, afirma o jornal.

“Em uma lista com 78 órgãos e entidades federais com dados sobre raça e cor disponibilizados pela pasta da Gestão, o que inclui administrações diretas de ministérios, institutos, departamentos e superintendências, 19 têm percentuais abaixo do patamar estabelecido”, acrescenta O Globo.

É a política da hipocrisia, definitivamente.

Fonte: O Antagonista

Veja também