15/06/2024 10:54

Oratória: como os podcasts estão trazendo de volta a arte de falar bem

Maioria dos ouvintes de podcasts brasileiros é jovem entre 25 e 34 anos

Em uma época dominada pelas redes sociais e mensagens de texto rápidas, um antigo ofício está experimentando uma renovação inesperada: a arte da oratória. E você pode se surpreender com o protagonista dessa revolução – o podcast. Longe de ser uma mídia de nicho, os podcasts hoje somam mais de 2 milhões de programas em todo o mundo, de acordo com dados da Apple em 2021. Mas o que isso significa para o futuro da comunicação e, mais especificamente, da oratória?

“Os podcasts estão cada vez mais populares e essa tendência vai além do entretenimento. Surpreendentemente, ela está também revigorando a arte de falar bem”, afirma Giovanni Begossi, especialista em comunicação e oratória, mais conhecido como El Professor da Oratória nas redes sociais.

Para entender o fenômeno, é fundamental reconhecer a rápida ascensão do podcast como um meio de comunicação em massa. “O formato não apenas democratizou o acesso à informação, mas também abriu um novo espaço para a expressão vocal que outros meios digitais negligenciavam”, explica Micarla Lins, especialista em oratória para mulheres e mentora de empresárias multimilionárias e influencers com milhões de seguidores.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Deezer em parceria com a Opinion Box, divulgada em 2020, cerca de 67% dos brasileiros já conheciam o formato de podcasts, e aproximadamente 25% escutavam podcasts com regularidade.

Outro estudo, o “PodPesquisa 2020/2021”, realizado pela Associação Brasileira de Podcasters (ABPod), indicou que o número de ouvintes de podcasts no Brasil estava em crescimento. Somado o número de ouvintes em 2019 de 17,3 milhões, estima-se um total de ouvintes entre 20 milhões e 34,6 milhões no Brasil atualmente. Além disso, a maioria dos ouvintes de podcasts brasileiros é jovem, tendo entre 25 e 34 anos.

“Nas redes sociais e mensagens de texto, muitas vezes simplificamos a forma como nos comunicamos. Emojis e frases curtas estão na ordem do dia. No entanto, o podcast nos dá um espaço para dialogar de forma mais profunda. A qualidade da comunicação oral está ganhando destaque novamente, e isso é algo valioso”, comemora Begossi.

De acordo com Micarla Lins, o podcast é como um retorno ao básico da comunicação humana e está revalorizando a habilidade de falar bem. “Com o avanço da tecnologia, como assistentes virtuais e reconhecimento de voz, a capacidade de se comunicar efetivamente está se tornando ainda mais importante. Isso tem implicações no mercado de trabalho, na educação e em muitas outras áreas da vida”, alerta.

“É irônico que, em uma era tão focada no visual e no instantâneo, um meio tão tradicional e essencial como a fala esteja fazendo um retorno triunfante. Mas talvez isso seja um lembrete oportuno do poder duradouro da comunicação humana bem articulada, e de como, mesmo em um mundo digital, não podemos subestimar o valor de uma palavra bem colocada”, diz o especialista Giovanni.

Para Micarla Lins, ouvir um podcast não é apenas uma forma de passar o tempo, mas também uma maneira de valorizar e participar da renovação da arte de falar bem. “Isso é algo que pode ter um impacto duradouro em como nos comunicamos, hoje e no futuro”, finaliza.

 

Fonte: Gabrielle Monice

Veja também